Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Há momentos...

 

Há momentos em que nos sentimos um lixo, um insecto insignificante que se esmaga com um simples jornal.

Há momentos em que uma simples palavra ou atitude, é o suficiente para fazer desmoronar o nosso mundo, para dilacerar, mais uma vez, o nosso coração.

Há momentos em que nos conseguem fazer sentir bem para, logo a seguir, percebermos que não passa de uma quimera.

Há momentos em que nos iludimos e pensamos ter uma alegria para depois nos mostrarem que era tudo uma farsa.

Há momentos em que nos sentimos especiais e logo a seguir percebemos que afinal não era assim.

Há momentos em que pensamos que temos um amigo para nos dar atenção e limpar as lágrimas mas descobrimos que não passava de um fantasma.

Há momentos em que todas as lágrimas que choremos, não conseguem aliviar o coração.

Há momentos…

 

Momentos

 

Andei novamente a mexer em fotos.

Revi as minhas primeiras fotos com o N. .

Dos primeiros tempos de namoro, naquela fase cor-de-rosa ainda.

A fase de loucura, do conhecer o outro, respirar o outro.

Como nós éramos diferentes!!!

Revi passeios e sítios visitados, jantares com amigos…

Lembrei-me de conversas e momentos felizes.

Estão gravados naquelas fotos.

Gravados num momento no tempo, para sempre.

Basta um folhear de fotos para voltar a nostalgia.

Para soltar suspiros de amor.

Para sentir a felicidade daqueles momentos.

Para sentir o abraço e os lábios do N. como se fosse a primeira vez.

E assim ficámos presos um ao outro: tu a mim e eu a ti.

Até à eternidade!